Sony quer manter jogos da Activision no PS após compra pela Microsoft

Aquisição da publicadora de Call of Duty pela Microsoft trouxe dúvidas sobre disponibilidade das franquias em outras plataformas, como PlayStation

Com o início do processo de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft nesta última terça-feira (18), a Sony se pronunciou em favor de que os jogos da publicadora continuem multiplataforma. A declaração foi emitida por um porta-voz da empresa ao The Wall Street Journal nesta quinta-feira (20). A dona de franquias como Call of Duty, Diablo, Overwatch, Tony Hawk’s Pro Skater e Crash Bandicoot foi comprada pela Microsoft por US$ 68,9 bilhões (aproximadamente R$ 378 bilhões), mas o processo ainda depende da aprovação de órgãos governamentais.

A aquisição pegou a indústria de surpresa e trouxe indagações sobre o futuro dos jogos da Activision Blizzard, que podem se tornar exclusivos de Xbox. Por isso, a Sony diz esperar que a Microsoft "siga acordos contratuais e continue assegurando que os jogos da Activision sejam multiplataforma".

Ainda nesta última quinta-feira (20), Phil Spencer, CEO da Microsoft Gaming, veio às redes sociais informar que conversou com líderes da Sony e confirmou o desejo da Microsoft de manter Call of Duty nas plataformas PlayStation, especificamente. “Confirmei nossa intenção de honrar todos os acordos existentes após a aquisição da Activision Blizzard nosso desejo de manter Call of Duty no PlayStation”, escreveu o executivo no Twitter.

Phil Spencer acrescentou, ainda, que a Sony é uma parte importante da indústria e que valoriza o relacionamento entre as empresas. A declaração não é de impressionar, visto que os jogos da Activision Blizzard desempenham muito bem nas plataformas PlayStation. Call of Duty, por exemplo, sempre figura na lista de jogos mais baixados do PlayStation 4 (PS4) e PlayStation 5 (PS5), conforme é divulgado mensalmente no PlayStation Blog.

Na época que a Microsoft comprou a ZeniMax Media, proprietária da Bethesda, a empresa decidiu honrar contratos de exclusividade temporária que já estavam assinados com a Sony. Por isso, Deathloop saiu apenas para plataformas PlayStation nos consoles, assim como acontecerá com o vindouro GhostWire: Tokyo. Já Starfield e The Elder Scrolls 6 estão confirmados como exclusivos do Xbox.



FONTE:https://www.techtudo.com.br/noticias/2022/01/sony-quer-manter-jogos-da-activision-no-ps-apos-compra-pela-microsoft.ghtml

0 visualização0 comentário